.

HOME

ASTRONOMIA

 › História
 › Pesquisa Espacial
 › Satélites Artificiais
 › Telescópios
 › Dados

SISTEMA SOLAR

 › Sol
 › Mercúrio
 › Vênus
 › Terra
 › Marte
 › Júpiter
 › Saturno
 › Urano
 › Netuno
 › Planetoides

UNIVERSO

 › Asteroides
 › Cometas
 › Constelações
 › Estrelas
 › Via Láctea
 › Galáxias
 › Cosmos

ESPECIAIS

 › Catálogo Messier
 › Buracos Negros
 › Eclipses
 › Exoplanetas
 › Projeto SETI
 › Vida Extraterrestre

DIVERSOS

 › Últimas Notícias
 › Efemérides
 › O Céu este Mês
 › Dicionário
 › Fotos
 › Downloads
 › Links
 › Livros e Referências

CONTATO


 
 
 
 
 
SATURNO, O SENHOR DOS ANÉIS

Saturno é o sexto planeta a partir do Sol e o segundo maior no sistema solar com um diâmetro equatorial de 119.300 quilômetros. Muito do que se sabe sobre o planeta é devido às explorações da Voyager em 1980-81. Saturno é visivelmente achatado nos polos, como resultado da rotação muito rápida do planeta no seu eixo. O seu dia dura 10 horas e 39 minutos, e demora cerca de 29.5 anos terrestres para dar a volta ao Sol. A atmosfera é principalmente composta por hidrogênio com pequenas quantidades de hélio e metano. Saturno é o único planeta menos denso do que a água (cerca de 30% menos). A coloração amarela enevoada de Saturno é marcada por largas faixas atmosféricas semelhantes, mas mais fracas, às de Júpiter.

O vento sopra em altas velocidades, em Saturno. Perto do equador, atinge uma velocidade de 500 metros por segundo. O vento sopra principalmente na direção leste. Encontram-se os ventos mais fortes perto do equador e a velocidade decresce em maiores latitudes. A latitudes superiores a 35 graus, os ventos alternam entre leste e oeste conforme a latitude aumenta.

O sistema de anéis de Saturno faz do planeta um dos mais belos objetos no sistema solar. Os anéis estão divididos em diferentes partes, que incluem os anéis brilhantes A e B e um anel C mais fraco. O sistema de anéis tem diversos espaçamentos. O espaçamento mais notável é a Divisão Cassini, que separa os anéis A e B. Giovanni Cassini descobriu esta divisão em 1675. A Divisão Encke, que divide o anel A, teve o seu nome baseado em Johann Encke, que a descobriu em 1837. As sondas espaciais mostraram que os anéis principais são na realidade formados por um grande número de anéis pequenos e estreitos. A origem dos anéis é obscura. Pensa-se que os anéis podem ter sido formados a partir das grandes luas que foram desfeitas pelo impacto de cometas e meteoroides. A composição exata dos anéis não é conhecida, mas mostram que contêm uma grande quantidade de água. Podem ser compostos por icebergs e/ou bolas de gelo desde poucos centímetros até alguns metros de diâmetro. Parte da estrutura  de alguns dos anéis é devida aos efeitos gravitacionais dos satélites vizinhos.

Também foram encontradas formações radiais no grande anel B pelas sondas Voyager. Pensa-se que as formações são compostas por partículas finas, do tamanho de grãos de pó. Entre as imagens obtidas pelas sondas Voyager observou-se a formação e a dissipação dos raios. Apesar das cargas eletrostáticas poderem criar raios pela levitação das partículas de pó acima do anel, a causa exata da formação destes raios não está bem compreendida.

Estatísticas de Saturno
 Massa (kg) 5,6851x1026 
 Diâmetro Equatorial (km) 120.536
 Densidade Média (gm/cm3) 0,69 
 Distância média do Sol (km) 1.426.725.400 
 Período de rotação (dias) 0,44401
 Período de revolução (anos) 29,447498
 Velocidade média orbital (km/seg) 9.6724 
 Excentricidade orbital 0,05415060 
 Inclinação do eixo (graus) 26,73
 Inclinação orbital (graus) 2,48446 
 Gravidade à superfície no equador (m/seg2) 8,96
 Velocidade de escape no equador (km/seg) 35,49 
 Albedo geométrico visual 0.47 
 Magnitude (Vo) 0.67 
 Temperatura média das nuvens 134 K
 Pressão atmosférica (bars) 1.4 

IMAGENS DE SATURNO

Saturno com Rea e Dione
A Voyager 2, da NASA, obteve esta fotografia de Saturno em 21 de Julho de 1981, quando a sonda estava a 33,9 milhões de quilômetros do planeta. São visíveis dois padrões de nuvens, ao meio do hemisfério norte, e diversas formações semelhantes a raios escuros podem ser vistas no grande anel B (à esquerda do planeta). As luas, Rea e Dione, surgem como pontos azuis a sul e sudeste de Saturno.

Saturno com Tetis e Dione
Saturno e duas das suas luas, Tetis (acima) e Dione, foram fotografadas pela Voyager 1 em 3 de Novembro de 1980, de uma distância de 13 milhões de quilômetros. As sombras de três anéis brilhantes de Saturno e de Tetis estão projetadas sobre o topo das nuvens. O limite do planeta pode ser visto facilmente através da Divisão Cassini, com 3.500 quilômetros  de largura, que separa o anel A do anel B.

Telescópio Óptico Nórdico
Esta imagem de Saturno foi obtida com o Telescópio Óptico Nórdico, de 2,6 metros, localizado em La Palma, nas Ilhas Canárias.

Tempestade em Saturno
Esta imagem, obtida pelo Telescópio Espacial Hubble, mostra uma rara tempestade próxima do equador do planeta. A tempestade é gerada por uma corrente de ar quente, semelhante às formações de tempestade terrestres. A extensão leste-oeste da tempestade é igual ao diâmetro da Terra (cerca de 12.700 quilômetros). Os ventos mais fortes atingem 1.600 quilômetros por hora.

Última Imagem de Saturno
Dois dias depois do seu encontro com Saturno, a Voyager 1 olhou para trás a uma distância de mais de 5 milhões de quilômetros. Esta imagem de Saturno nunca tinha sido obtida por um telescópio na Terra, porque a Terra está tão perto do Sol que apenas consegue ser vista a face iluminada pelo Sol.

Os Anéis de Saturno
Esta imagem mostra as formações em forma de raios nos anéis. Os raios parecem formar-se muito rapidamente com bordas finas para logo se dissiparem. O anel A aparece como o anel exterior, mas nesta imagem aparece dividido em duas faixas pela divisão de Encke. A divisão Cassini separa os anéis A e B.


Os Anéis de Saturno

Nome

Distância (km)*

Largura (km)

Espessura (km)

Albedo

 D

67.000

7.500 ? ?
 C

74.500

17.500 ? 0.25
   Div. Maxwell

87.500

270    
 B

92.000

25.500 0,1-1 0.65
   Div. Cassini

117.500

4.700 ? 0.30
 A 122.200 14.600 0,1-1 0.60
   Div. Encke 133.570 325    
   Div. Keeler 136.530 35    
 F 140.210 30-500 ? ?
 G 165.800 8.000 100-1.000 ?
 E 180.000 300.000 1.000 ?

*A distância é medida do centro do planeta até ao início do anel.


Resumo das luas de Saturno

Podem ser feitas algumas generalizações acerca dos satélites de Saturno. Apenas Titã tem uma atmosfera apreciável. Muitos dos satélites têm uma rotação síncrona. As exceções são Hiperion, que tem uma órbita caótica, e Febe. Saturno tem um sistema de satélites regular. Isto é, os satélites têm órbitas quase circulares no plano equatorial. As duas exceções são Japeto e Febe. Todos os satélites têm uma densidade < 2 gm/cm3. Isto indica que eles são compostos por 30 a 40% de rochas e 60 a 70% de água. Muitos dos satélites refletem 60 a 90% da luz que os atinge. Os quatro satélites exteriores refletem menos do que isto e Febe reflete apenas 2% da luz que o atinge.

Satélites (60)

Distância de Saturno (km)

Diâmetro (km)

Período orbital (dias)

Inclinação (graus)

Excentricidade

Albiorix 16.404.000 32 783,50 33,98 0,478
Atlas 137.700 32 0,602 0,000 0,000
Calypso 294.700 19 1,888 1,473 0,001
Daphnis ? ? ? ? ?
Dione 377.400 1.118 2,737 0,002 0,000
Enceladus 238.100 499 1,370 0,010 0,000
Epimetheus 151.400 119 0,694 0,335 0,021
Erriapo 17.616.000 10 871,90 34,45 0,474
Helene 377.400 32 2,737 0,212 0,000
Hyperion 1.464.100 266 21,277 0,568 0,018
Iapetus 3.560.800 1.436 79,330 7,570 0,028
Ijiraq 11.440.000 12 451,50 46,74 0,322
Janus 151.500 178 0,695 0,165 0,007
Kiviuq 11.365.000 16 449,20 46,16 0,334
Mimas 185.600 397 0,942 1,566 0,021
Methone 194.000 3 1,01 0,00 0,00
Mundilfari 18.709.000 7 951,40 167,50 0,208
Paaliaq 15.199.000 22 686,90 45,13 0,364
Narvi 18.719.000 18 956,20 173,10 0,352
Pan 133.600 20 0,575 0,000 0,000
Pallene ? ? ? ? ?
Pandora 141.700 84 0,629 0,000 0,004
Phoebe 12.944.300 120 548,20 174,80 0,164
Polydeuces ? ? ? ? ?
Prometheus 139.400 100 0,613 0,000 0,002
Rhea 527.100 1.528 4,518 0,327 0,001
Siarnaq 18.160.000 40 893,10 45,56 0,295
Suttungr 19.463.000 7 1.106,30 175,80 0,114
Tarvos 18.247.000 15 925,60 33,51 0,536
Telesto 294.700 24 1,888 1,158 0,001
Tethys 294.700 1.060 1,888 0,168 0,000
Thrym 20.382.000 7 1.086,90 175,80 0,470
Titan 1.221.900 5.150 15,945 1,634 0,029
Ymir 23.096.000 7 1.312,40 134,60 0,333
S/2004 S7 ? ? ? ? ?
S/2004 S8 ? ? ? ? ?
S/2004 S9 ? ? ? ? ?
S/2004 S10 ? ? ? ? ?
S/2004 S11 ? ? ? ? ?
S/2004 S12 ? ? ? ? ?
S/2004 S13 ? ? ? ? ?
S/2004 S14 ? ? ? ? ?
S/2004 S15 ? ? ? ? ?
S/2004 S16 ? ? ? ? ?
S/2004 S17 ? ? ? ? ?
S/2004 S18 ? ? ? ? ?
S/2004 S19 ? ? ? ? ?
S/2006 S1 ? ? ? ? ?
S/2006 S2 ? ? ? ? ?
S/2006 S3 ? ? ? ? ?
S/2006 S4 ? ? ? ? ?
S/2006 S5 ? ? ? ? ?
S/2006 S6 ? ? ? ? ?
S/2006 S7 ? ? ? ? ?
S/2006 S8 ? ? ? ? ?
S/2007 S1 ? ? ? ? ?
S/2007 S2 ? ? ? ? ?
S/2007 S3 ? ? ? ? ?
S/2007 S4 ? ? ? ? ?
 

 
Astromador - Astronomia para Amadores