.

HOME

ASTRONOMIA

 › História
 › Pesquisa Espacial
 › Satélites Artificiais
 › Telescópios
 › Dados

SISTEMA SOLAR

 › Sol
 › Mercúrio
 › Vênus
 › Terra
 › Marte
 › Júpiter
 › Saturno
 › Urano
 › Netuno
 › Planetoides

UNIVERSO

 › Asteroides
 › Cometas
 › Constelações
 › Estrelas
 › Via Láctea
 › Galáxias
 › Cosmos

ESPECIAIS

 › Catálogo Messier
 › Buracos Negros
 › Eclipses
 › Exoplanetas
 › Projeto SETI
 › Vida Extraterrestre

DIVERSOS

 › Últimas Notícias
 › Efemérides
 › O Céu este Mês
 › Dicionário
 › Fotos
 › Downloads
 › Links
 › Livros e Referências

CONTATO


 
 
 
 
 
O PLANETA NETUNO

Netuno é o planeta mais externo dos gigantes de gás. Tem um diâmetro equatorial de 49.500 quilômetros. Se Netuno fosse oco, poderia conter cerca de 60 Terras. Netuno orbita o Sol a cada 165 anos. Tem oito luas, seis das quais foram descobertas pela Voyager. Um dia em Netuno dura 16 horas e 6,7 minutos. Netuno foi descoberto em 23 de Setembro de 1846 por Johann Gottfried Galle, do Observatório de Berlim, e Louis d'Arrest, um estudante de astronomia, através de predições matemáticas feitas por Urbain Jean Joseph Le Verrier.

Dois terços de Netuno são compostos por uma mistura de rocha fundida, água, amônia líquida e metano. O restante é uma mistura de gases aquecidos compostos por hidrogênio, hélio, água e metano. O metano dá a Netuno a sua cor de nuvem azul.

Netuno é um planeta dinâmico com diversas manchas grandes e escuras, lembrando as tempestades de Júpiter. A maior mancha, conhecida por Grande Mancha Escura, tem aproximadamente o tamanho da Terra e é semelhante à Grande Mancha Vermelha de Júpiter. A Voyager mostrou uma nuvem pequena, de forma irregular, movendo-se para leste correndo à volta de Netuno a cada 16 horas ou quase. Esta scooter tal como foi denominada pode ser uma bruma que se eleva acima de um conjunto de nuvens mais escuras.

A Voyager capturou imagens na atmosfera de Netuno de nuvens grandes e brilhantes, semelhantes às terrestres. Foi observado em latitudes mais baixas, raios de nuvens projetando as suas sombras nas formações de nuvens mais baixas.

Os ventos mais fortes de que qualquer planeta foram medidos em Netuno. Muitos dos ventos sopram na direção oeste, oposta à rotação do planeta. Perto da Grande Mancha Escura, os ventos sopram próximo dos 2.000 quilômetros por hora.

Netuno tem um conjunto de quatro anéis que são estreitos e muito fracos. Os anéis são constituídos por partículas de pó, que se pensava terem surgido de pequenos meteoritos que se esmagaram nas luas de Netuno. Vistos de telescópios terrestres, os anéis parecem ser arcos, mas vistos da Voyager 2 os arcos surgem como manchas brilhantes ou aglomerações no sistema de anéis. A causa exata das aglomerações brilhantes é desconhecida.

O campo magnético de Netuno, tal como o de Urano, tem uma inclinação muito acentuada de 47 graus em relação ao eixo de rotação e está deslocado de pelo menos 0,55 raios (cerca de 13.500 quilômetros) do centro físico. Comparando o campo magnético dos dois planetas, os cientistas pensam que a orientação extrema pode ser característica de correntes no interior e não o resultado da orientação lateral ou de qualquer reversão do campo de ambos os planetas.

Estatísticas de Netuno
 Massa (kg) 1,024x1026 
 Diâmetro equatorial (km) 55.528
 Densidade média (gm/cm3) 1,76 
 Distância média do Sol (km) 4.498.252.900 
 Período rotacional (horas) 16,11 
 Período orbital (anos) 164,79132 
 Velocidade média orbital (km/seg) 5,4778 
 Excentricidade orbital 0.00858587 
 Inclinação do eixo (graus) 29,58 
 Inclinação orbital (graus) 1,76917 
 Gravidade equatorial à superfície (m/seg2) 11,0 
 Velocidade de escape no equador (km/seg) 23,71 
 Albedo visual geométrico 0.41 
 Magnitude (Vo) 7.84 
 Temperatura média das nuvens 73 K
 Pressão atmosférica (bars) 1-3 

IMAGENS DE NETUNO

Netuno
Esta foto de Netuno foi obtida pela Voyager 2 em 20 de Agosto de 1989. Uma das grande formações de nuvens, denominada Grande Mancha Escura pelos cientistas da Voyager, pode ser vista próximo do centro da imagem. Está a uma latitude de 22 graus sul e circunda Netuno a cada 18,3 horas. As nuvens brilhantes a sul e leste da Grande Mancha Escura mudam constantemente de aparência em períodos curtos de quatro horas.

Estrutura de Nuvens
Esta imagem da Voyager 2 foi processada por computadores de forma que tanto a estrutura de nuvens nas regiões escuras perto do polo e as nuvens brilhantes a leste da Grande Mancha Escura são visíveis. Pequenos rastros de nuvens de leste para oeste e estruturas em grande escala a leste da Grande Mancha Escura, ambos sugerem que existem ondas na atmosfera e têm um papel importante no tipo de nuvens que são visíveis.

A Grande Mancha Escura
Nuvens brancas preenchem o limite entre as regiões azuis escuras e claras na Grande Mancha Escura. A forma dos limites escuros e  brancos sugerem que o sistema de tempestades roda no sentido anti-horário. Padrões periódicos de pequena escala na nuvem branca, possivelmente ondas, têm uma duração curta e não duram uma rotação de Netuno.

Alteração Na Grande Mancha Escura
As nuvens brilhantes de Netuno mudam rapidamente, muitas vezes formando-se e dissipando-se em períodos de algumas a dezenas de horas. Nesta sequencia que durou duas rotações de Netuno (cerca de 36 horas) a Voyager 2 observou a evolução das nuvens na região à volta da Grande Mancha Escura. As mudanças rápidas que ocorrem durante as 18 horas que separam cada painel mostram que nesta região o tempo em Netuno é talvez tão dinâmico e variável como na Terra. Contudo, a escala é imensa segundo os nossos padrões. A Terra e a Grande Mancha Escura são de dimensão semelhante e na atmosfera de Netuno, onde as temperaturas vão até aos 55 graus Kelvin (-360 F), as nuvens são compostas por metano congelado e não por cristais de água como na Terra.

Olhar de Despedida
Esta imagem da Voyager 2 mostra Netuno e Tritão. A imagem, obtida em 31 de Agosto de 1989, é o tributo de partida da missão Voyager.


Anéis de Netuno

A tabela seguinte é um resumo dos anéis de Netuno.

Nome Distância (km)* Largura (km) Espessura (km) Albedo
1989N3R 41.900 15 ? baixo
1989N2R 53.200 15 ? baixo
1989N4R 53.200 5.800 ? baixo
1989N1R 62.930 < 50 ? baixo

*A distância é medida no centro do planeta ao início do anel.


Resumo das luas de Netuno

Satélites (13)

Distância de Netuno (km)

Diâmetro (km)

Período orbital (dias)

Inclinação (graus)

Excentricidade

Naiad 48.200 58 0,294 4,74 0,000
Thalassa 50.100 80 0,311 0,205 0,000
Despina 52.500 148 0,335 0,065 0,000
Nereid 5.513.400 340 360,14 7,23 0,751
Galatea 62.000 158 0,429 0,054 0,000
Larissa 73.500 192 0,555 0,201 0,001
Proteus 117.600 416 1,122 0,039 0,000
Triton 354.800 2.706 5,877 156,8 0,000
S/2002 N1 15.686.000 60 1.874,8 134,1 0,572
S/2002 N2 22.337.190 38 2.925,6 52,74 0,137
S/2002 N3 22.613.200 38 2.980,4 39,56 0,416
S/2002 N4 47.279.670 60 9.007,1 139,3 0,605
Psamathe 46.738.000 38 9.136,1 137,3 0,450
 

 
Astromador - Astronomia para Amadores